quarta-feira, junho 25, 2008

O Oriente em contexto Omíada, por volta do Século VIII


2 comentários:

Anónimo disse...

Gostaria de saber se tem fundamento o que eu já tenho lido acerca do facto de a inquisição católica ibérica se ter inspirado no exemplo almóada, já que neste período (almóada) também houve perseguições. O que não seria de admirar, pois, no meu ponto de vista, os senhores do Vaticano e os da Al-quaeda não diferem assim tanto uns dos outros como muita gente pensa.

Antonio Rafael Carvalho disse...

Trata-se de uma questão que nunca analisei, porque como investigador, o que me interessa é no caso da História de Alcácer, explicar o que aconteceu, porquê e não emitir juizos de valor.
Em relação à questão que me põe, se a Inquisição se inspirou nos Almoadas para fazer perseguições?
Trata-se de uma questão interessante, contudo devemos isolar melhor a questão:
- Afinal, de que Inquisição estamos nós a falar?
- Da que existiu no século XIII por iniciativa do Papa Inocencio III (1198-1216) contra o Catarismo Occitano com a Cruzada Albigense (1209, ou da Inquisição que se estruturou como resposta aos movimentos de reforma no século XVI?
- Em relação à 1ª Inquisição, poderá ter havido semelhanças em termos de actuação em relação aos denominados "herejes", tanto do lado cristão, como do lado almoada.
O Papa Inocencio III é um papa atento ao que se passa no lado muçulmano, ao ponto de manter relações epistulares com vários Califas Almoadas, discutindo temas religiosos. Por isso, não é em vão que ele fumenta a criação da Ordem dos Trinitários para resgate de cativos cristão. A escolha deste nome "Trinitários" não é inocente. Ele sabe que a pior ofensa que os Almoada podiam dizer dos cristão é lhes chamar de Trinitários, porque acreditam nas três naturesas de Deus. Para os almoadas, isso é uma blasfémia, porque acreditam que Deus é Uno, daí o nome deles - Almoadas, que quer dizer - Os Unitários.
Em relação aos muçulmanos que não seguissem a Reforma Almoada, eram efectuadas perseguições e a "Guerra Santa", facto inédito até essa altura e que abriu um precedente de "legitimação" que é o suporte de actuação de certos movimentos islâmicos actuais. Ou seja, o que o Papa promove contra os Albijenses é o mesmo que os Almoadas fazem em relação aos emiratos do Magreb e reinos Taifas do Andalus que teimam em não aceitar a nova reforma dos Unitários.
Foi essa a razão que levou os alcacerenses em 1158 (850 anos atrás) a solicitarem protecção militar Portuguesa a D. Afonso Henriques, em troca de pagarem um tributo por essa ajuda. O que estava em causa era a liberdade de culto. Os alcacerenses queriam ser sunitas e seguir a escola de Ibn Malik. A anexação ao império almoada implicava uma mudança que não queriam efectuar, daí ser preferível contar com a protecção portuguesa.